sexta-feira, 11 de outubro de 2013

A PLACA NA CRUZ

“ESTA MENSAGEM IRÁ LHE MOSTRAR ALGO QUE COM CERTEZA VOCÊ PRECISA SABER, PARA EDIFICAR SUA VIDA”.


TEXTO:
JOÃO 19:17 a 19
17.Tomaram, pois, a Jesus; e ele, carregando a sua própria cruz, saiu para o lugar chamado Caveira, que em hebraico se chama Gólgota,
18.
Onde o crucificaram, e com ele outros dois, um de cada lado, e Jesus no meio.
19.
E Pilatos escreveu também um título, e o colocou sobre a cruz; e nele estava escrito: JESUS O NAZARENO, O REI DOS JUDEUS.


1 - INTRODUÇÃO
                        O profeta Isaías em seu livro no cap.53, vr.12, nos relata que o filho de Deus seria contado entre os malfeitores. Que coisa mais triste, saber que o Redentor estaria entre os malfeitores sem ser mal, entre os ladrões sem nunca ter roubado nada, entre marginais sem nunca ter andado as margens da lei, entre os assassinos sem nunca ter tirado a vida de ninguém, mas pelo contrário Ele só fez o bem, Ele só se deu a todos, Ele viveu e pregou a lei, Ele dava vida aos mortos e não sendo bastante ainda deu sua própria vida por mim e por você, estou falando do filho de Deus, o Homem que mudou a História, o marco de tudo, pois a História se resume em antes e depois Dele.
                        Agora vem um homem que em minha opinião é e está entre a listas dos mais covardes da face da terra e lavando as mãos na condenação de Jesus, ainda faz uma placa para colocar em cima da cabeça de Jesus. È sobre esta placa que eu gostaria de lhe falar e queria que você prestasse muita atenção, por que tudo na bíblia tem a ver comigo e com você, ali esta sua vida desde o seu nascimento até a sua morte, pois a bíblia é o maior e melhor manual de comportamento humano, ali é onde encontramos respostas para todas as nossas perguntas, e temos muitas! Por isso eu indaguei ao Senhor Jeová sobre a placa que Pilatos mandou colocar em cima da cabeça de meu Jesus, então nasceu uma mensagem que em poucas e singelas linhas gostaria de compartilhar com todos vocês, esperando que lhes sirva de alimento.
                        Queridos irmãos, todas as vezes que alguém era condenado a morte de cruz, era de praxe se colocar em cima de sua cabeça a causa de sua condenação escrita em letras garrafais, para que todos que ali passassem vissem, lessem, e entendessem o motivo. Quando trouxeram a placa de Dimas para o covarde o Pilatos escrever, foi fácil, era só colocar ladrão e assassino. Quando trouxeram a placa de Jesta para Pilatos escrever também foi fácil, ladrão e assassino. Mas quando foi a vez de escrever a placa de Jesus, Pilatos entrou em parafuso, e agora? O que ele escreveria na placa de Jesus?

2 – OS QUATRO JULGAMENTOS DE JESUS

a)    O PRIMEIRO JULGAMENTO – O JULGAMENTO DO SINÉDRIO
Em MC-14:55 a 58, a bíblia relata que os principais dos sacerdotes procuravam testemunhas contra Jesus para o matarem, mas depunham falsamente, e os testemunhos não concordavam. Que corjas de gente mesquinhas forjavam pessoas, comprando com valores, só para testemunharem falsamente contra um Homem inocente, e Jesus nada falava, apenas disse “Eu sempre estive no meio de vós”, como que dissesse, vocês são cobras traiçoeiras.
Mas mesmo com artimanhas diabólicas não conseguiram condenar a Jesus, mas não satisfeitos, procuravam algo que o incriminasse, armaram um outro julgamento para o Filho de Deus.

b) O SEGUNDO JULGAMENTO – O JULGAMENTO DE PILATOS
                        Agora em MC-15:01 a 06 os covardes dos sacerdotes levam Jesus para o covarde do Pilatos que já estava se borrando todo, mas Pilatos tentando se safar lembra que era Páscoa, e que o costume dos judeus era nessa data soltar um condenado, e então quis que soltassem Jesus, mas eles não quiseram, dizendo crucifica-o, mas Pilatos queria troca-lo por Barrabás. Não deu! Vou dar-lhe uma surra e soltá-lo, também não deu!.Pilatos não viu culpa em Jesus.
                        Então Pilatos se lembrou que Herodes estava por ali, e enviou Jesus para ele, colocando Jesus em um terceiro julgamento.

c) O TERCEIRO JULGAMENTO – O JULGAMENTO DE HERODES
                        Doutor Lucas é o narrador, LC-23:6 e 7, 10, 11 e 14, você pode ler que o curioso Herodes, que tinha vontade de conhecer Jesus mata sua curiosidade, pois creio que quando ele via a Jesus pensou em seu coração “este é Jesus? Que cara feio! Eu imaginava outra pessoa!”. Herodes não viu culpa em Jesus e envia o meu Jesus de volta para Pilatos.
                        Mas Ele seria contado entre os malfeitores. Então quando Jesus volta o covarde do Pilatos vejam o que ele faz, se mostrando um frouxo igual a Baraque.

d) O QUARTO JULGAMENTO – O JULGAMENTO DO POVO
                        MT-27:22 a 25 é surpreendente esse julgamento, pois o povo chama a responsabilidade para eles, no versículo 25 eles dizem que o sangue Dele caia sobre nós. Buscavam de toda maneira condenar a Jesus e não conseguiram, mas fizeram, só depois que o covarde lavou as mãos, não lave suas mãos, não seja omisso, preferiram Barrabás a Jesus, não prefira o mundo, prefira Jesus.
                        Agora o povo conseguiu decretar a crucificação de Jesus, Ele iria mesmo para cruz, Sua placa seria escrita.



3 – AS PLACAS NAS CRUZES 

                        A PLACA DE JESTA – O LADRÃO DA ESQUERDA
                        Na placa de Jesta estava escrito criminoso, mas ele ignora a sua condenação, ele se esquece de seus erros e como todo homem faz, ele também faz, coloca sua culpa em outro, tentando se esconder de seus pecados, mas o salmista relata que seus pecados estão sempre diante dele. Jesta então olha para a placa na cruz de Jesus e vê escrito REI DOS JUDEUS, FILHO DE DEUS, então ele tenta a Jesus para sair da cruz e o livrar, egoísta só pensou em si próprio.
           

                        A PLACA DE DIMAS – O LADRÃO DA DIRREITA
                        Na placa de Dimas também estava escrito à mesma coisa da do seu colega de crimes, mas a diferença é que Dimas não olhou para a placa da cruz de Jesus, mas reconheceu e olhou para sua própria placa,. Ele sabia o porque estava ali, ele sabia que ele era, alguém que precisava de salvação, então Dimas até tenta alertar a Jesta, não conseguindo ele se vira para Jesus e diz “Senhor, lembra-te de mim quando estiveres no paraíso”. O que ele consegui, eu te digo, Dimas inaugurou o paraíso, antes que os cativos do cativeiro chegassem lá ele já estava lá.

                        A PLACA DE JESUS – O JUSTO
                        Na placa de Jesus estava a resposta para tudo JESUS O SALVADOR, REI DOS REIS, para mim era isto que estava escrito, mas Jesus sabia que Ele era, então Ele olha para a placa de Dimas e reponde ao pedido de Dimas e diz “Em verdade em verdade te digo, que ainda hoje estarás comigo no paraíso”

CONCLUSÃO
                        Jesus disse que quem quer segui-lo pegue a sua própria cruz e o segue. Amado irmão tire os olhos da placa dos outros ainda que sejam prostitutas, ladrões, marginais, olhe para sua, pois você será condenado pelo que estará na sua própria placa, veja o que está na sua placa e reconheça o seu pecado.
                        Jesus não está mais na cruz, mas seu poder de salvar ainda é o mesmo, Ele ainda hoje é o SALVADOR, REI DOS REIS E SENHOR DOS SENHORES, mas tão somente olhe para sua própria cruz.


Pr. Alexandre Augusto

Nenhum comentário:

Postar um comentário

mensagens ofensivas, discriminatórias, racistas não são permitidas