domingo, 13 de outubro de 2013

O que é Pecado?


Esta pergunta é de vital importância. E isto é basicamente verdade devido ao terrível julgamento que ameaça todos aqueles que o cometem. "A alma que pecar morrerá", troveja o Velho Testamento. Em tom idêntico o Novo Testamento declara: "O salário do pecado é a morte". Aquele que vive em pecado durante a sua vida terrena, e enfrenta Deus sem ter obtido o perdão divino, será sentenciado à perdição eterna.
O pecado desenvolveu-se e cresceu entre os homens. Adão e Eva pecaram ao desobedecer a Deus. O primeiro rapaz (Caim) nascido nesta terra cresceu até fazer-se homem adulto e matou o segundo (Abel) - seu próprio irmão E, desde então, o pecado tem existido em todas as gerações.
Nos nossos tempos, contudo, há uma diferença; muitas pessoas já não sabem o que é, de fato, pecado. As coisas más são muitas vezes apontadas como boas; e as boas como más. Isaías condenou tal prática ao declarar: "Aí dos que mal chamam bem, e ao bem mal..."
Desde que esta confusão existe, e já que é impossível obter o perdão para o pecado até se saber o que este é, uma definição clara e precisa, tanto negativa como positiva, impõe-se com urgência. 

Pecado Não É, Necessariamente, Crime 
Algumas pessoas equiparam o pecado ao crime, achando que para se cometer pecado tem que ser criminoso, sedutor, etc.. Uma vez, disseram a um evangelista, que distribuía informativo de reavivamento, que devia ir à prisão e tentar converter uma mulher que, recentemente, matara o pai. Não há dúvida que essa mulher precisava de perdão mas não mais do que qualquer outro pecador que não cometera um crime. Todo o crime é pecado mas nem todo o pecado é crime. Os crimes são cometidos contra as pessoas; o pecado é cometido contra Deus. Eis um exemplo:  O Rei Davi adulterou com Bate-seba e cometeu o crime de homicídio na pessoa de Urias, seu marido. No entanto, afirmou: "Contra ti (Deus), contra ti somente pequei..."


Pecado Não É Somente Descrença
Perto do fim do Seu ministério Jesus, referindo-se ao Espírito Santo, disse aos discípulos: "E quando Ele vier convencerá o mundo do pecado... porque não creem em mim". Interpretando mal a Sua intenção, algumas pessoas concluem que o pecado nada mais é senão a descrença. Mas Jesus queria dizer, simplesmente, que a descrença estabeleceria a base do pecado. As pessoas pecam porque não creem em Jesus Cristo. Descrença é pecado e conduz a mais pecado.


Pecado É Transgressão Da Lei

Esta afirmação encontra-se registada em 1 João 3:4. Por lei apóstolo queria dizer Palavra de Deus que, então, era constituída, somente, pelo Velho Testamento. A partir dessa época foi-nos dado o Novo Testamento. Pecado, então é a transgressão (quebra) dos mandamentos que se encontram na Bíblia. Há pecados de comissão. É-se culpado de tais pecados quando se fazem as coisas que a Palavra de Deus proíbe. Também há pecados dê omissão. Aquele que deixa de fazer o que sabe que Deus ordenou é culpado do pecado de omissão. Tiago disse: "Aquele, pois, que sabe fazer o bem, e o não faz, comete pecado". 


Toda A Iniquidade É Pecado
Isto é o que declara I João 5:17. É, se reto quando se faz o que é justo ou reto; e se o iníquo ou injusto quando se pratica o que é errado ou mau. De acordo com este princípio, quando alguém pratica o mal comete pecado.
Notai que João, disse: 'Toda a iniquidade, é pecado... "Os homens são propensos a classificar o pecado como pequeno e grande, preto ou cinzento, mortal ou venial. Mas, para Deus, Todo o pecado é ofensivo e condenável. Para mostrar a diferença na maneira do homem e Deus julgarem o pecado, repararemos que o homem classifica o pecado da mentira como um dos males menores, e Deus coloca todos os mentirosos na mesma categoria dos abomináveis. Homicidas, devassos, feiticeiros e idólatras (Apocalipse 21:8). Mais ainda. Ameaça todos com o mesmo castigo - perdição eterna no lago de fogo e enxofre.
Quê é, então pecado? Simplesmente, fazer o que Deus proíbe, ou deixar de fazer o que Ele ordena.


Há Remédio Para O Pecado?

A Bíblia afirma: A alma que pecar morrerá". Depois, acrescenta: "Porque todos pecaram..." Estes dois versículos colocam todas as pessoas sob a condensação da morte eterna.
Mas Jesus não cometeu pecado. Daí, e por não estar sob a condenação pelos seus próprios pecados, ter podido morrer pelos pecados dos outros. Portanto, Isaías afirma: "Todos nós andamos desgarrados como ovelhas... mas o Senhor fez cair sobre ele a iniquidade de nós todos" (Isaías 53:6).
O único remédio para o pecado encontra-se na morte expiatória de Jesus na Cruz do Calvário. Paulo disse: "... sem derramamento de sangue não há remissão" (Hebreus 9:22). De novo afirma: "Em quem temos a redenção pelo sangue, a saber, a remissão dos pecados" (Colossenses 1:14).
Tem o homem que fazer alguma coisa para alcançar o livramento) Sim! A Bíblia, diz: "O que encobre as suas transgressões, nunca prosperará; mas o que as confessa (a Deus) e deixa, alcançará misericórdia". E as seguintes palavras encorajadoras encontram-se em I João 1:9: "Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel para nos perdoar os pecados, e nos purificar de toda a injustiça".


Pastor Schwester R, Wey
http://www.v-p-m.de/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

mensagens ofensivas, discriminatórias, racistas não são permitidas