quarta-feira, 2 de outubro de 2013

Hostilidade!

São aproximadamente 11h da noite de sexta, 21 de setembro, e à pouco estávamos com um amigo em casa assistindo o dvd do “Rio”. Quando entrei na sala começou a música Rio e a ministração que rolou no dia. Me sentei com o Gu e nosso amigo pra assistir também, e o Espírito de Deus começou a falar algo ao meu coração.

“Pai de amor, Tu és bem vindo neste lugar, doce Jesus, Tu és bem vindo neste lugar, Espírito Santo, Tu és bem vindo neste lugar,flua em mim, Tu és bem vindo neste lugar”.A palavra que me veio enquanto eu ouvia a este trecho da canção é hostilidade. Palavra dura essa. Hostilizar alguém significa se opor, ou ser inimigo dessa pessoa a ponto de repeli-la até mesmo com violência.

Me vieram à memória ocasiões bíblicas em que vemos o Senhor ser hostilizado. Pra começar, a própria ocasião do nascimento de Jesus. A Bíblia diz que “não havia lugar para eles na hospedaria”(Lucas 2:7), por isso Jesus nasceu num estábulo. Pense bem, não tinha lugar pra uma mulher grávida dar à luz ao seu filho. Avançando um pouco mais vemos em Lucas 4:29, os habitantes de Nazaré expulsando Jesus da sua própria cidade, depois de serem confrontados com sua incredulidade. Lá em Atos no capítulo 16 à partir do verso 19, vemos Paulo e Silas serem lançados na prisão depois de livrarem uma jovem de um espírito de adivinhação e darem assim, prejuízo aos que abusavam dela. Enfim, podemos citar tantas ocasiões em que pessoas e circunstâncias foram contrárias à obra do Espírito Santo.

O preocupante é que por vezes, nós mesmos repelimos o Senhor e sua obra nas nossas vidas. Dizemos que o Senhor é “bem vindo” apenas onde nos convém, onde Ele não fere nossos interesses. Às vezes o Senhor só é “bem vindo” em alguns lugares da nossa vida, não em todos.Ele só é “bem vindo” onde Ele não toca nas nossas feridas, só é “bem vindo” nos momentos propícios aos nossos olhos. Quando Ele vem pra nos corrigir (muitas vezes Ele usa pessoas e situações pra isso), quando Ele vem nos confrontar, não dizemos que Ele é bem vindo,pelo contrário, nós o hostilizamos, o ignoramos, tapamos a Sua boca, o tratamos como se nós fossemos os senhores e Ele apenas um marionete em nossas mãos.

Quando Jesus foi batizado por João , Ele recebeu o Espírito Santo em forma corpórea, como uma pomba. Esse é um animal muito singelo, gentil, se assusta com facilidade, ou seja, uma pomba não pousa em qualquer lugar, normalmente ela pousa em lugares onde lhe é permitido. O Espírito Santo é muito gentil, Ele age através de quem está disposto e permite Seu agir.Quando olhamos para Jesus, vemos que Ele estava disposto a obedecer ao Pai em tudo.Ele era alguém disposto a ser movido pelo Espírito Santo. Não existia nenhuma área restrita em sua vida, tudo estava à disposição do Pai.Ele se dispôs a morrer na cruz para obedecê-Lo.

Diante disso, eu pergunto:

Será que existem em nossas vidas áreas restritas? Será que existem assuntos relacionados a nós nos quais “preferimos não tocar”? Será que insistimos em preservar dentro de nós atitudes contrárias à vontade de Deus? Será que o Senhor tem sido realmente bem vindo em todas as áreas de nossas vidas, ou apenas naquelas que não nos causam a dor de ter que renunciar o “eu”? Será que Ele é bem vindo pra fluir em nós, nos lavando e levando embora as nossas manias e a dureza de coração? Será que Jesus continua sendo bem vindo se Ele escolher levar embora nossos sonhos pessoais? Paulo nos diz para não apagarmos o Espírito. Será que temos sido hostis para com a presença de Deus em áreas das nossas vidas?

Perdoa-nos senhor! Perdoa-nos por resistir ao Teu Espírito, ao Teu agir em nós! Perdoa-nos por muitas vezes não aceitarmos a Tua correção!Perdoa-nos pela hipocrisia do nosso coração, quando Te queremos apenas nos ” momentos” de culto, mas Te rejeitamos em nossa vida pessoal…Ajuda-nos a morrer para nós mesmos e viver para Ti Senhor! Espírito Santo, muda os nossos corações, para que o Teu rio flua sem reservas! A começar em mim 

Que Deus o abençoe!

Nívea Soares
http://www.niveasoares.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

mensagens ofensivas, discriminatórias, racistas não são permitidas